C O N F E R Ê N C I A

Minha foto
CONFERÊNCIA é a arte de promover o diálogo, fazendo a ponte entre você e a Palavra de Deus. Somos Pastores Conferencistas e Escritores, Ungidos e Capacitados pelo Espírito Santo de Deus para pregar o Evangelho por todas as nações e ganhar almas para Jesus, que nós dá esta determinação e autoridade: Portanto, ide, ensinai todas as nações, batizando-as em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo(Mt.28.19), desenvolvendo assim, como facilitadores, o seu crescimento humano e espiritual.

Seguidores

sábado, 30 de março de 2013

EM TUA CASA CELEBRAREI A PÁSCOA


Em Tua Casa Celebrarei a
  Páscoa
     Onde queres que preparemos a comida da Páscoa? Perguntaram os discípulos a Jesus. E Ele disse: ide à cidade a um certo homem e dizei-lhe: o Mestre diz: O meu tempo está próximo; em tua casa celebrarei a Páscoa com os meus discípulos. (Mateus 26.17,18).
     O Senhor quer Cear em tua casa. Já preparou o coração, já avisou toda a família que neste ano, para celebrar a Páscoa, você convidou o príncipe da paz, o maravilhoso conselheiro, Deus forte para se assentar no melhor lugar em tua casa?

     Jesus é a nossa Páscoa, foi sacrificado por nós para nos outorgar a REDENÇÃO, projeto maior de Deus em beneficio de todo ser humano que crê que através Dele recebemos a salvação, vida em abundância e a maior conquista, a da vida eterna. Tudo isso pela graça de Deus, que preparou tudo com muito amor por nós e por você.
     A Páscoa é uma festa sagrada, que relembra o fato histórico da saída do povo de Israel do Egito. Ela comemora a passagem do anjo destruidor pelas casas dos Judeus sem lhes causar dano, devido ao sangue do cordeiro aspergido nos portais e no batente superior das portas das casas (êxodo12.7; Salmo 78.49). O detalhe maior dessa festa é que ela representava a consagração do povo de Deus, tendo em vista sua Redenção do Egito.
     Nesse contexto, qualquer agente que causava fermentação era excluído, simbolizando então o pecado, o fermento, ou a levedura. Por isso a determinação era guardar a festa dos pães asmos (sem fermento) significando o arrependimento, o repúdio ao pecado e a dedicação a Deus por estatuto perpétuo.
     Todo fermento (a corrupção e o pecado) tinha de ser removido das casas dos Israelitas. Entendendo-se assim que suas vidas e seus lares deviam ser consagrados a Deus.
     Como vivemos em tempo de nova aliança, estabelecemos nessa festa um vínculo direto com Jesus, expurgando toda a maldade e malícia da nossa vida para deixar a sinceridade e a verdade que nos liberta de todo mal, através da sua Palavra, entrar em nossa casa.
     A refeição da Páscoa marcava o início da festa dos pães asmos, que profeticamente prenunciava a importância da nossa fé no Cordeiro sacrifical e a obediência a Ele em humilde gratidão.
     Que o nosso culto seja para ensinar aos nossos filhos e gerações futuras a verdade sobre a Redenção da escravidão e do pecado, que Deus efetuara em nosso favor desde sempre.
     Que a nossa casa esteja pronta para Jesus Cear conosco, porque este é o desejo Dele, entrar e permanecer conosco.
By Pastores Conferência

Nenhum comentário:

Postar um comentário