C O N F E R Ê N C I A

Minha foto
CONFERÊNCIA é a arte de promover o diálogo, fazendo a ponte entre você e a Palavra de Deus. Somos Pastores Conferencistas e Escritores, Ungidos e Capacitados pelo Espírito Santo de Deus para pregar o Evangelho por todas as nações e ganhar almas para Jesus, que nós dá esta determinação e autoridade: Portanto, ide, ensinai todas as nações, batizando-as em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo(Mt.28.19), desenvolvendo assim, como facilitadores, o seu crescimento humano e espiritual.

Seguidores

sexta-feira, 23 de agosto de 2013

E O EFEITO DA JUSTIÇA, AO CONTRÁRIO DA CORRUPÇÃO, SERÁ PAZ (3ª Parte - Série Corrupção)

       
   E O EFEITO DA JUSTIÇA, AO CONTRÁRIO DA CORRUPÇÃO, SERÁ PAZ (3ª Parte - Série Corrupção)
           


     Os mensageiros de paz estão chorando amargamente, desde o tempo dos Profetas antigos, que denunciavam a opressão, o ganho de dinheiro de modo injusto, o enriquecimento ilícito, a violência delituosa, a iniquidade e o prazer nas más ações dos outros, a idolatria, a nudez, a embriaguez que são portas de entrada da corrupção.
     A palavra do Profeta Isaías nos fala com muita propriedade a respeito de tudo isso,  afinal ele exerceu seu ministério durante o reinado de cinco reis. Sabem o que aconteceu com ele por denunciar a corrupção espiritual e a perversidade no governo do Rei Manassés? Ele foi serrado ao meio, mas a sua morte, de forma tão trágica, não apagou a força do seu ministério até os dias de hoje, nos revelando a visão messiânica do Cristo Vivo e confirmando o ministério dele em nossas vidas.
     O Profeta Miquéias não teve medo de nada, denunciou a corrupção e pregou a palavra de Deus, alertando, inclusive que a  crença em falsos deuses traria o domínio do inimigo sobre eles. Nessa época, só o que importava para os demais profetas era a condição financeira do povo, porém Miquéias não se corrompeu, e isso agradou por demais a Deus, que abomina a injustiça e a manipulação das massas para proveito próprio.
     Quanto a nós, fazemos uso da revelação do Espírito Santo para entregar um alerta geral:
     Isaías 32.14 a 20 - Porque o palácio será abandonado, o ruído da cidade cessará: Ofel(uma área que ficava ao sul de Jerusalém 2Cr 27:3) e as torres da guarda servirão de cavernas eternamente, para alegria dos jumentos monteses e para pasto dos gados, até que se derrame sobre nós o Espírito lá do alto; então, o deserto se tornará em campo fértil, e o campo fértil será reputado por um bosque. E o juízo habitará no deserto, e a justiça morará no campo fértil. E o efeito da justiça será paz, e a operação da justiça, repouso e segurança, para sempre. E o meu povo habitará em morada de paz, e em moradas bem seguras, e em lugares quietos de descanso, ainda que caia saraiva, e caia o bosque, e a cidade seja inteiramente abatida. Bem-aventurados vós, que semeais sobre todas as águas e que dais liberdade ao pé do boi e do jumento.
     A história não acaba aqui, nós estamos sempre em oração por todas as Nações, para que a plenitude da Redenção se cumpra, e o pleno derramamento do Espírito Santo, porque esse é o prêmio final.
                                                             
                                                                            By Pastores Conferência








terça-feira, 13 de agosto de 2013

A CORRUPÇÃO ABRE UMA COVA (2ª Parte - Série Corrupção)

A CORRUPÇÃO ABRE UMA COVA
(2ª Parte - Série Corrupção)

                            A corrupção abre uma cova, onde os corpos ficam amontoados uns sobre os outros, que acorrentados pelas iniquidades fazem divisão entre eles, os corruptos, e Deus, cujas faces estão encobertas do Senhor para que não possam ouvi-lo.
                             Devemos orar, sim, para extinguir a corrupção no Brasil e no mundo, contudo de forma mais eficaz ainda, pedir a Deus para que permaneçamos em paz, e mesmo quando estivermos amargurados, Ele abrace nossa alma amorosamente para que não caiamos também na cova da corrupção.
                        Como definir a corrupção? Quem é o corrupto? Quais são os seus efeitos?
                         No sistema mundis podemos defini-la como um meio obscuro, ilícito e ilegal para conquistar riquezas, benefícios ou posição social, quebrando regras e subornando pessoas através das práticas mais sujas que existem, fraudando, e, ou desviando verbas. Há uma trama imensa envolvendo esse assunto, mentiras e traições são as tônicas da corrupção, os seus agentes são informantes espalhados por todo o sistema. A ambição é o fio que tece a corrupção, e só visa o enriquecimento ilícito dos envolvidos, que jamais cumprem com seu papel de fortalecimento dos cidadãos dirigidos direta ou indiretamente por eles, no caso do setor público, e no campo privado, numa relação hierárquica, em uma clara intenção de subjugar o outro.
                       Em Provérbios 17.23, lemos que o suborno é passado de forma secreta, e isso acontece na mente do homem para perverter as veredas da justiça de Deus.
                              O espírito maligno da corrupção encontra a porta aberta nos pensamentos, atos e ações do ser humano, e sequestra sua alma para usá-la até a autodestruição, porque o ladrão vem para matar, roubar e destruir, e o sequestrado fica cativo até a morte, se não se deixar alcançar por Jesus, que veio para dar a todos nós, sem acepção de pessoas, o perdão dos nossos pecados.
                              Enquanto o corrupto se encontra nesse labirinto,  ele pensa com a mente cativa ao demônio, que lhe persegue dia e noite, que nada de ruim lhe sucederá, e que esse espírito enganador arma ciladas impressionantes para ele cair na rede da desgraça, onde lhe faltará tudo que desejou e muito mais. O sabidão vira presa fácil nas mãos de satanás, sendo consumido, pois para ele está reservado o desamparo (Salmo 101.7; Isaías 2.6).
                          Em uma Nação onde a corrupção se instala, os órfãos, as viúvas, os necessitados, as crianças, os idosos sofrem o abandono, e os jovens ficam sem oportunidade, caindo na armadilha das drogas. Triste fim para todos, a ingovernabilidade por sua vez também vai se aproximando, a crise vai aumentando, e todos padecem por falta de conhecimento, que é o princípio da sabedoria, e esquecem que Deus já enviou a Redenção ao seu povo (Salmo 111.9).
                              Deus não compartilha com a corrupção, nem o corrupto tem parte com Ele, a corrupção é armadilha do inferno para derrotar e roubar a coroa do ser humano, por pura inveja de satanás, que vai pouco a pouco abrindo mais uma cova no inferno para lançar as almas roubadas, e para cada caso uma nova cova é aberta.
Sinistro!!! Todavia, uma realidade.
                                   
         
                                    By Pastores Conferência                             

domingo, 14 de julho de 2013

CORRUPÇÃO É ARMADILHA DO INFERNO (1ª Parte - Série Corrupção)


CORRUPÇÃO É ARMADILHA DO INFERNO
(1ª Parte - Série Corrupção)

     A maldade do gênero humano se instalou em seu coração desde os primórdios da terra, e o seu pensamento era pura maldade, a ponto de Deus se arrepender de ter criado o homem, pesando em seu coração a rebeldia, a concupiscência carnal e a violência.
     Como podemos conferir no livro de Gênesis capítulo 6, a porta de entrada da corrupção foi a depravação, a imoralidade, a incredulidade, a pornografia e a violência. Qualquer semelhança com os nossos dias, não é mera coincidência, é fato, pois o ser humano continua dando legalidade à satanás para destruir princípios éticos fundamentais para o relacionamento com Deus. Então, para que sua voz seja una com Deus é preciso viver segundo o seu Espírito determina em toda sua Palavra Santa.
     No mundo o que predomina são os falsos valores, o homem não aprende, e repete a história de forma gritante. Deus tem dado, em todos os tempos, oportunidade para que todos se reconciliem com Ele, para isso sonhou e realizou a redenção do gênero humano, através do seu filho Jesus, nos outorgando o plano da salvação, vida em abundância e vida eterna, mas o homem tem dado as costas para tudo de magnífico que se encontra à sua inteira disposição. A pergunta que não quer calar vem do salmista no Salmo 15, retratando o cidadão do céu, pleno de integridade, justiça e verdade, o que transcrevemos aqui:
     O cidadão dos céus
     Salmo de Davi
     15 – Quem, Senhor,
            habitará no teu tabernáculo?
     Quem há de morar no teu santo monte?
     O que vive com integridade, e pratica a justiça, e, de coração, fala a verdade;
     O que não difama com sua língua, não faz mal ao próximo, nem lança injúria contra o seu vizinho;
     O que, a seus olhos, tem por desprezível ao réprobo, mas honra aos que temem ao Senhor;
     O que jura com dano próprio e não se retrata;
     O que não empresta o seu dinheiro com usura, nem aceita suborno contra o inocente.
     Quem deste modo procede não será jamais abalado.
     E agora? Quem receberá a salvação, se não for a misericórdia do Senhor, e a sua benignidade que dura para sempre?
     Pois é, a corrupção é um câncer que corrói o DNA dos relacionamentos interpessoais e, sobretudo com Deus.
     E para onde vamos?
     Pensam erradamente os que atribuem e projetam a corrupção somente aos poderes constituídos, deixando de olhar para seus próprios umbigos. Querem tirar o cisco do olho do vizinho, quando a trave dos seus próprios olhos lhes impede de ver suas falhas também, ou seja, dentro dos muros das suas próprias casas estão apostatando e adorando bezerros de ouro, ídolos de todas as espécies.
     A armadilha do inferno tem funcionado, e vendo Deus tudo isso desde o princípio. Em Gênesis 6. 11,12 Ele observa a terra:
     11 – A terra, porém, estava corrompida diante da face de Deus, e encheu-se a terra de violência.
     12 – E viu Deus a terra, e eis que estava corrompida; porque toda carne havia corrompido o seu caminho sobre a terra.
     Vivemos em declínio espiritual, e esquecemos que o único caminho é o da fidelidade ao Senhor Deus, e por causa do distanciamento de muitos, através do pecado, a corrupção se espalha, ferindo os padrões divinos.
     Toda manifestação só terá legitimidade diante daquele que tem o governo espiritual de todos os povos e nações, se houverem mudanças de dentro para fora, ou seja, na vida particular de cada ser humano. O povo só representará a voz de Deus, se estiver em obediência aos seus princípios, caso contrário, só embaixo da intercessão dos líderes fiéis de todas as nações, que clamando ao Pai em nome do que está sentado à sua destra, Jesus Cristo, o qual advogará essa causa, terá a remissão dos pecados.
     Moisés intercedia de forma intensa pelo povo que se tinha corrompido com práticas rigorosamente vedadas na lei de Deus, e isso continua sendo uma realidade depois da graça, aquela lei maior passa a ter na nova aliança que vigora até os dias de hoje, a magnitude de princípios imutáveis.
     Escrevemos isso para que os ungidos do Senhor se levantem em oração pelo povo que está pagando um preço alto por causa da corrupção, que tem deixado o cenário nacional muito confuso. Os revoltados vão para as ruas e avenidas, a violência se infiltra como já vimos em conseqüência da carga que pesa sobre os ombros de todos, porque muitos tomam parte com os corruptos.
     A ignorância espiritual é tremenda, e quase ninguém consegue discernir o espírito de malícia que está por trás de tudo, e continuam ferindo de morte o coração de Deus.
     O povo brasileiro está como diz o Apóstolo Paulo aos romanos no capítulo 8.22, e versículo 23 estamos nós, os intercessores da nação brasileira:
     Romanos 8.22 – Porque sabemos que toda criação geme e está juntamente com dores de parto até agora;
     23 – E não só ela, mas nós mesmos, que temos as primícias do Espírito, também gememos em nós mesmos, esperando a adoção, a saber, a redenção do nosso corpo.
      Oramos, e oramos, e continuamente oramos, e nos reunimos em manifestações pacíficas, em machas motivadas pela esperança que reside em nossos corações que toda criatura seja liberta da servidão da corrupção, em suas vidas, casas, em seus trabalhos, nas Igrejas (governo espiritual), e no âmbito do poder público, em fim em todos os graus e esferas, porque toda a criação ficou submissa à vaidade, em virtude de satanás querer vê-la destruída.
     O que todos nós precisamos entender é que esta luta não é contra a carne nem contra o sangue, é contra principados e potestades, luta esta que só venceremos com as armas de Deus. É uma luta própria do povo que se chama pelo nome de Deus, o único habilitado a entrar nas batalhas e vencer, porque a bandeira que cada um segura em suas mãos é a bandeira do grande vencedor JESUS CRISTO.


By Pastores Conferência

terça-feira, 4 de junho de 2013

ARCO-ÍRIS: SAGRADO OU PROFANO?

  

ARCO-ÍRIS: SAGRADO OU PROFANO?

     Q
uem já não ficou deslumbrado, diante de um conjunto de arcos coloridos, com sua beleza rasgando o horizonte, e se perguntando: Onde será que ele nasce? Onde será que ele termina? Ultimamente temos feito esta pergunta, e a resposta vem na Palavra de Deus de forma muito forte: O arco-íris é um sinal que pertence ao Senhor. Quando usado irresponsavelmente esse sinal como símbolo daquilo que não agrada a Deus, certamente é profanar a aliança de Deus com o homem e a natureza.
     Do ponto de vista da ciência, o arco-íris é um fenômeno resultante de luz solar em gotículas de água suspensas no ar, e que se mostra como um conjunto de arcos coloridos.
     A verdade é que por trás dessa beleza incomparável existe a atividade operadora do Espírito Santo de Deus, que nos leva a crer no mistério do absoluto poder criador de Deus.
     A gente cresce, e nunca deixa de apreciar esse sinal de Deus, somos eternamente enamorados das sete cores que saltam aos nossos olhos, oriundas do arco-íris, tornando nossa vida mais colorida, dando cores à esperança de um dia vermos a glória de Deus resplandecer em nossa face, e nos dando ainda uma nova perspectiva de enxergar através de uma íris sem dor.
     Essa lembrança de Deus, cortando o céu, nos remonta ao tempo em que viveu Noé, e se estende até os dias da geração presente e das vindouras.
     No livro de Gênesis capítulo 9 encontramos um decreto baixado por Deus, indicando sua fidelidade e misericórdia, após o relato do dilúvio, trazendo a total destruição para toda a vida humana fora da arca de Noé, destruição essa necessária para arrancar a degradação moral do ser humano e ao mesmo tempo oferecer-lhe uma nova oportunidade de relacionamento com Deus. Essa passagem na Bíblia Sagrada levanta um memorial perpétuo à promessa de Deus de nunca mais destruir todos os habitantes da terra com um dilúvio.
     Entendemos que Deus tem poder para decretar, e que só Ele pode revogar seus próprios decretos. Por isso perguntamos: Até quando veremos o arco-íris rasgar o céu de ponta a ponta?
     Estão profanando o sinal de Deus, zombando daquele que fez um concerto com a sua criação outrora e com gerações eternas. Estão hasteando bandeiras, e fazendo dessa aliança um símbolo profano daquilo que Deus abomina. Para onde vamos? As Nações brincam com o poder de Deus, e o desamor de muitos pela sua Palavra nos levará ao caos, pois estão subvertendo a ordem natural das coisas.


     Tudo nos levará ao cumprimento da Palavra revelada, e a vitória de Jesus Cristo sobre satanás já está determinada. Quem tiver ouvidos que ouça o que o Espírito diz à Igreja, e a todo o povo: Não profanem o arco-íris, não profanem o meu sinal.
By Pastores Conferência

sábado, 11 de maio de 2013

TODO CUIDADO É POUCO COM AS RAPOSAS


TODO CUIDADO É POUCO


 COM AS RAPOSAS


     No mundo é comum classificarmos as pessoas que se aproveitam de determinadas situações para tirarem benefícios próprios, como raposas. Então, raposas são aquelas pessoas que agem manhosamente e através de muitas astúcias. Muito embora exista o raposo (macho da raposa), são elas as raposas que emprestam o nome às atitudes raposinas. E essas atitudes são verdadeiras armadilhas para pegarem suas presas desprevenidas, e vapt... Já eram sonhos, casamento, negócios, saúde etc..
     O interessante é observarmos que nas raposas o casuísmo é muito forte, elas são sagazes e por isso não desviam o olhar do alvo, espreitando ao derredor todo tempo. São enganadoras, perigosas e agem com bastante e suficiente artimanhas, esperando as brechas dadas por aqueles que não vigiam suas vinhas, permitindo assim, que elas tomem conta de tudo que por direito nunca colheriam, porque nunca semearam.
     Contra as raposas devemos tomar uma posição de vigilância constante. Em tudo devemos pedir discernimento a Deus para nos proteger contra elas, as raposas, porque a natureza delas é persistente e prepotente, considerando que tudo podem derrubar com seu instinto destrutivo.
     Raposas não dormem, maquinam seu fim enquanto você dorme. São bonitas, de pelo macio, e envolvem de tal forma, que nunca você saberá a hora que elas vão entrar em cena. Sorrateiras, se aproximam para roubar, matar e destruir.
     Espiritualmente falando, ao traçar um parâmetro metafórico com as pessoas de alta periculosidade, invejosas e exacerbadamente ambiciosas, as quais quando estão em ação são reconhecidas como verdadeiras raposas por seus instintos assassinos, agindo sempre de forma impiedosa, ficamos perplexos.
     A Palavra de Deus nos revela com profundidade quem são as raposas, e como operam seus golpes para inclusive, derrubarem até mesmo aqueles que estão no altar de Deus. Vejamos como isso acontece de forma bem apropriada no evangelho de Lucas, quando Jesus é avisado do ódio de Herodes, dizendo assim a Palavra:
     Lucas 13.31,32 – Naquele mesmo dia, chegaram os fariseus dizendo-lhe: Retira-te e vai-te daqui, porque Herodes quer matar-te. Ele, porém, lhes respondeu: Ide dizer a essa raposa que, hoje, e amanhã, expulso demônios e curo enfermos e, no terceiro dia terminarei.
     Bem, poderíamos ir bem mais adiante nesse relato, todavia o que queremos mostrar é o conceito de raposas, o próprio Jesus as considera traiçoeiras, quando compara Herodes a uma dessas espécies de animal.
     Todo cuidado é pouco com as raposas!!!
     Elas pretendem, no mínimo, retardar a realização de algo precioso que você tem batalhado por ele ao longo dos anos. Querem roubar sua bênção de qualquer jeito. Foi assim que sucedeu com Neemias, quando trabalhava na reedificação dos muros de Jerusalém. Acompanhe aqui esse relato:
     Neemias 4.1a3 – Tendo Sambalate ouvido que edificávamos o muro, ardeu em ira, e se indignou muito, e escarneceu dos judeus. Então, falou na presença de seus irmãos e do exército de Samaria e disse: Que fazem estes fracos judeus? Permiti-se-lhes-á isso? Sacrificarão? Darão cabo da obra num só dia? Renascerão, acaso, dos montões de pó as pedras que foram queimadas? Estava com ele Tobias, o amonita, e disse: Ainda que edifiquem, vindo uma raposa, derribará o seu muro de pedra.
     Pois é, os inimigos de plantão, os sambalates e seus seguidores do tipo Tobias estão de olho em nossas vinhas como raposas a serviço do mal, para destruírem os projetos de Deus em nossas vidas, sobretudo quando estamos trabalhando para o Reino de Deus.
     No livro de cantares de Salomão encontramos uma forte verdade:
     Cantares 2.15 – Apanhai-me as raposas, as raposinhas, que devastam os vinhedos, porque as nossas vinhas estão em flor.
     Amados, as raposas não aram, não plantam e não colhem, porém roubam as nossas vinhas. No caso aqui específico, elas vão penetrando sorrateiramente nos relacionamentos até destruí-los. E pior, lançamos as sementes, mas não conseguimos colher, a terra está minada porque não oramos e vigiamos todo tempo.
     E como impedi-las de se aproximarem? Como proteger nossa vinha? Evidente, que existem estratégias de defesa, principalmente aquelas que tornam nossa terra santa, vinhas abençoadas e livres de todas as pragas.
     Vamos buscar então, em nossa bíblia, palavras que vão nos dar garantia de vitória contra as raposas perigosas, e como sugestão recomendamos: Marcos 14.38; Lucas 6.28 e Lucas 18.1. Todas essas palavras espantam raposas para nunca mais roubarem nossa colheita.
     Em todas as questões relacionadas com o Reino de Deus, nossa vitória vem pelo orar e vigiar. Plantamos e ficamos na torre para não cairmos nas emboscadas das raposas.
     Neemias foi mais que vencedor, porque todo tempo sabia que Deus estava com ele.
     Preste toda atenção nos quatro passos abaixo para você também vencer as raposas:
  1. 1.   Coração inclinado ao trabalho;
  2. 2.   Orar, vigiar e trabalhar;
  3. 3.   Paciência, fé e disciplina;
  4. 4.   Coragem e ousadia no Espírito Santo.

      Assim, nós também temos vencido as raposas e raposinhas em nossas vidas, e em nosso ministério, e Deus tem nos dado vitórias em todas as áreas. Com você acontecerá o mesmo, as raposas fugirão das suas vinhas, amém?
     Mesmo que elas, as raposas, pensem e acreditem que vão lhe derrubar, você se levantará no nome de Cristo Jesus, que já venceu a morte ressuscitando ao terceiro dia.
     Em 1Reis 4.25 lê-se: Judá e Israel habitavam seguros, cada um debaixo da sua videira e debaixo da sua figueira, desde Dã até Berseba, todos os dias de Salomão.
     Agora, já sabemos que a nossa segurança está em Deus, e que por isso temos a certeza que nossa saúde, nosso emprego, nossa família, nosso ministério, nosso casamento, enfim todos os projetos apresentados à Deus estão protegidos das raposas, e raposinhas, pois o sangue do Cordeiro imolado na cruz em nosso lugar, não foi em vão, porque Jesus, o Cristo, sela nossas conquistas e nos livra do encontro com o mal.       
     Todo cuidado é pouco com as raposas!!!    

sábado, 30 de março de 2013

EM TUA CASA CELEBRAREI A PÁSCOA


Em Tua Casa Celebrarei a
  Páscoa
     Onde queres que preparemos a comida da Páscoa? Perguntaram os discípulos a Jesus. E Ele disse: ide à cidade a um certo homem e dizei-lhe: o Mestre diz: O meu tempo está próximo; em tua casa celebrarei a Páscoa com os meus discípulos. (Mateus 26.17,18).
     O Senhor quer Cear em tua casa. Já preparou o coração, já avisou toda a família que neste ano, para celebrar a Páscoa, você convidou o príncipe da paz, o maravilhoso conselheiro, Deus forte para se assentar no melhor lugar em tua casa?

     Jesus é a nossa Páscoa, foi sacrificado por nós para nos outorgar a REDENÇÃO, projeto maior de Deus em beneficio de todo ser humano que crê que através Dele recebemos a salvação, vida em abundância e a maior conquista, a da vida eterna. Tudo isso pela graça de Deus, que preparou tudo com muito amor por nós e por você.
     A Páscoa é uma festa sagrada, que relembra o fato histórico da saída do povo de Israel do Egito. Ela comemora a passagem do anjo destruidor pelas casas dos Judeus sem lhes causar dano, devido ao sangue do cordeiro aspergido nos portais e no batente superior das portas das casas (êxodo12.7; Salmo 78.49). O detalhe maior dessa festa é que ela representava a consagração do povo de Deus, tendo em vista sua Redenção do Egito.
     Nesse contexto, qualquer agente que causava fermentação era excluído, simbolizando então o pecado, o fermento, ou a levedura. Por isso a determinação era guardar a festa dos pães asmos (sem fermento) significando o arrependimento, o repúdio ao pecado e a dedicação a Deus por estatuto perpétuo.
     Todo fermento (a corrupção e o pecado) tinha de ser removido das casas dos Israelitas. Entendendo-se assim que suas vidas e seus lares deviam ser consagrados a Deus.
     Como vivemos em tempo de nova aliança, estabelecemos nessa festa um vínculo direto com Jesus, expurgando toda a maldade e malícia da nossa vida para deixar a sinceridade e a verdade que nos liberta de todo mal, através da sua Palavra, entrar em nossa casa.
     A refeição da Páscoa marcava o início da festa dos pães asmos, que profeticamente prenunciava a importância da nossa fé no Cordeiro sacrifical e a obediência a Ele em humilde gratidão.
     Que o nosso culto seja para ensinar aos nossos filhos e gerações futuras a verdade sobre a Redenção da escravidão e do pecado, que Deus efetuara em nosso favor desde sempre.
     Que a nossa casa esteja pronta para Jesus Cear conosco, porque este é o desejo Dele, entrar e permanecer conosco.
By Pastores Conferência

quinta-feira, 7 de março de 2013

POEMA DEDICADO AO DIA INTERNACIONAL DA MULHER


FILHA DA GRAÇA

Poema dedicado a cada prostituta da Via Dutra e das demais estradas da vida.


A triste meretriz
Foi lançada por terra
Pela cegueira da grande prostituta.
Enfraquecida e rejeitada,
Física e moralmente,
Percorrendo noite a dentro
Os corredores do inferno,
 Alquebrada espiritualmente
 Pela força do vento 
Que invade, agora, 
As trevas da sua vida, 
Curva-se ao extremo, 
Degradando-se e sendo aviltada por todos.
Mas eis que uma luz incandescente
 Mira aquele corpo que,
Ardendo em brasas,
Espera de braços abertos, 
O abraço da esperança que, 
Age com poder, 
Levantando-a e curando suas feridas, 
Derrubando as fortalezas 
Da babilônia política, 
Da babilônia religiosa.



Então, 
Face a face com Deus, 
Empoderada pelo seu amor, 
Recebe a autêntica cidadania 
Pela graça de ser 
Filha de Deus, 
Herdeira da paz.




Não houve tempo para Simone, 
Aos trinta e dois anos, 
Já era tarde demais. 
Na sua quarta internação 
No Instituto Nacional do Câncer, 
Deixando envergonhada, 
À merce da sorte, 
Os filhos da cruz, 
Ela vem a falecer.


Doroth lembrava as mulheres 
Retratadas por Di Cavalcanti, 
Na opinião da fotógrafa Nana Moraes que, 
Do glamour ao flash da dor, 
Compreendeu a força do amor. 
História bonita deixou a Doroth que, 
Com Jorge seu marido, e a caçula Dahra, 
Muda de cidade, 
E vai morrer em Fortaleza, 
Lá no Ceará, 
Servindo à nobre causa 
Da exploração sexual 
De crianças e adolescentes.



Em tudo isso cabe a Redenção, 
Pois de pouca valia será 
O trabalho de Ong´s 
E Comissões de Direitos Humanos, 
Que da vida não entendem, 
Que prostitutas possuem 
Alma e espírito. 



Roseli, embora filiada, 
Morreu sem cura, 
Alma ferida. 
Na adolescência estuprada, 
Da sua essência, 
Roubada toda inocência. 
Raiz de amargura 
Espalhada pela Via Dutra, 
Feito punhal irresponsável, 
Penetra bem fundo 
No coração de Bétissa, 
Todas as noites, 
Desde os seus quinze anos. 



É por isso que o evangelho 
É o melhor remédio. 
E a pregação antes da dor, 
A melhor prevenção, 
Para no altar de Deus, 
A filha da graça 
Testemunhar o seu amor. 
Mais que um poema, 
Esta é uma convocação,
Que seja a minha e a sua Oração. 
Que o sangue de Jesus 
Libere o Poder de Deus 
Na Via Dutra da dor, 
Tirando da perdição, 
Cada menina, moça ou mulher, 
Pois prostituta é condição, 
Não é profissão, 
Em cada história, uma razão. 
Transformando o Senhor 
Em filha da graça, 
Ainda com Vida, 
Em herdeira da paz.